sábado, 23 de maio de 2015

Estudante que vendia bombons no ônibus se gradua em medicina

"A senhora pode ficar tranquila, tome este remédio que o bebê está bem", recomenda o médico Jessé Soares a uma paciente que procurou atendimento no hospital de Limoeiro do Ajuru, onde o jovem trabalha há cerca de um mês. "Ela está grávida e caiu, mas vai ficar tudo bem", explica.
Assim como sua paciente, a trajetória do médico também teve momentos em que foi preciso levantar para ver tudo ficar bem: o jovem que vendia bombons nos ônibus de Belém para pagar as despesas com material da faculdade de medicina da Universidade do Estado do Pará (UEPA) concluiu o curso e conseguiu seu registro profissional na última quarta-feira  (20).
"Foram vários momentos em que batia uma angústia de querer estudar e não ter condições, mas sempre vinha um sentimento de que, quando eu terminasse, as coisas seriam melhores. E estão melhorando", comemora.

Casado e pai de duas meninas, Soares diz que espera receber o primeiro salário para poder comemorar a conquista com amigos e a família. "A cerimônia na universidade foi simples, agora aguardo o fim do mês para receber e fazer uma comemoração com os amigos", disse.
Segundo Soares, o próximo desafio é escolher uma área de especialização, que pode ser oncologia ou neurocirurgia. "Estou estabilizando minha vida para fazer residência. Eu quero oncologia ou neuro, que são áreas que exigem bastante dedicação e estudo. Ainda não decidi se vou fazer as provas no final do ano ou em 2016", relata.

Jovem divulgou uma foto sua com a mensagem 'Jessé Soares: estudante de medicina e vendedor de rua" (Foto: Jessé Soares / Arquivo pessoal)Jovem divulgou uma foto sua com a mensagem
'Jessé Soares: estudante de medicina e
vendedor de rua" para conseguir doações para
concluir o curso
(Foto: Jessé Soares / Arquivo pessoal)
Determinação

Soares nasceu em Limoeiro do Ajuru, cidade com 25 mil habitantes localizada no nordeste do Pará, perto da ilha do Marajó. Ele conta que passou mais da metade dos seus 25 anos no município, completando o ensino médio graças ao esforço da mãe, agente comunitária de saúde, e do pai, carpinteiro. Como outros ribeirinhos, Soares aprendeu a pescar, colocar armadilhas no rio para capturar camarões, subir no açaizeiro, e as técnicas da marcenaria para produzir móveis e utilitários.

Sua primeira aprovação no ensino superior foi no curso de licenciatura em física, mas a pontuação obtida pelo então calouro garantiria vagas em cursos mais concorridos - foi daí que ele decidiu, em 2009, tentar cursar medicina.
A minha história é legal porque terminou bem, mas não desejo o que eu passei para ninguém."
Jessé Soares, médico
O jovem foi aprovado e se mudou para um quitinete no bairro do Guamá, em Belém. No mesmo ano, a namorada dos tempos de cursinho ficou grávida da primeira filha do casal. Com isso, aumentaram os gastos, e o jovem precisou completar a renda vendendo bombons por R$ 0,50 nos coletivos da capital.

Porém, o tempo que o jovem gastava nos coletivos limitava as horas disponíveis para o estudo. Para conseguir se graduar, Jessé fez uma campanha nas redes sociais em 2013, arrecadando dinheiro suficiente para se manter até o final do curso.
Segundo Soares, sua dificuldade serviu de motivação para garantir o futuro das filhas Ewelyn e Ana Clara. "Eu vou investir na educação delas, para que não aconteça com elas o que aconteça comigo. A minha história é legal porque terminou bem, mas não desejo o que eu passei para ninguém. Espero que elas tenham uma vida mais fácil", disse.

118 vídeos que explicam cada elemento da Tabela Periódica

A Universidade de Nottingham criou ‘ tabela periódica de Vídeos‘ e é exatamente o que o título implica. 118 vídeos que explicam cada elemento.


Tabela Periódica

O jornalista Brady Haran e outros químicos que trabalham na Universidade de Nottingham prepararam estes vídeos para que o mundo pudesse desfrutar. 
Aproveite e repasse este artigo!
Fonte: Edudemic

terça-feira, 19 de maio de 2015

MEC autoriza criação de 176 vagas de medicina em universidades federais

O Ministério da Educação (MEC) autorizou a criação de 176 novas vagas em três novos cursos de Medicina de universidades federais em Santa Catarina, Tocantins e Alagoas. O aumento é parte da política nacional de Expansão das Escolas Médicas das Instituições Federais de Educação Superior, instituído em 2013. Os dados foram publicados nesta terça, 19, no Diário Oficial da União.

A criação de vagas ocorre no âmbito do Programa Mais Médicos e deve priorizar o atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS) como elemento central do projeto pedagógico do curso. A priorização é dada a locais onde a relação de vagas em cursos de Medicina por 10 mil habitantes é inferior a 1,34.

Em Santa Catarina, a Universidade Federal da Fronteira do Sul, câmpus Chapecó, deverá ter 40 vagas anuais. Em Tocantins, serão 56 vagas para a Universidade Federal de Tocantins, no câmpus Araguaína. Já a Universidade Federal de Alagoas, câmpus Arapiraca, deve receber curso com 80 vagas.

O Programa Mais Médicos prevê a criação de 11.447 novas vagas em cursos de Medicina até 2017 com foco na melhor distribuição da oferta de profissionais no País e nas regiões onde há necessidade de ampliar a formação de médicos.

UniCEUB e Unifor divulgam resultados dos vestibulares 2015/2 para Medicina

A Universidade de Fortaleza (Unifor) e o Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) disponibilizaram as provas e gabaritos para os vestibular de Medicina 2015/2.



UniCEUB

>>> Resultado UniCEUB

Candidatos da UNiCEUB têm até às 18h da quarta-feira (20) para interpor recursos pela internet.

Serão corrigidas apenas as provas de redação dos primeiros 1500 classificados. O resultado final da prova objetiva e o provisório da redação está previsto para o dia 08 de junho. A primeira chamada deve ser realizada em 26 de junho. Mais informações no Edital.

Unifor

Os candidatos de Medicina da Unifor têm até o final desta terça-feira para requerer revisão das provas. Para isso, deve comparecer presencialmente na Central de Atendimento, preencher um formulário e pagar uma taxa de R$ 20.

>>> Prova Unifor

>>> Gabarito Unifor

A data de divulgação do resultado final ainda não foi informada. Provas para os demais cursos da universidade devem ocorrer no próximo dia 24. Mais informações no Edital.

sábado, 16 de maio de 2015

Livros de História para Download

A história é feita por homens, mulheres, crianças, ricos e pobres; por governantes e governados, por dominantes e dominados, pela guerra e pela paz, por intelectuais e principalmente pelas pessoas comuns, desde os tempos mais remotos. A história está presente no cotidiano e serve de alerta à condição humana de agente transformador do mundo.
Estudar História não se resume a decorar datas e nomes. Na verdade, isso é só uma pequena parte do conhecimento que essa matéria pode oferecer. Mais importante do que saber quando foi o descobrimento do Brasil, é conseguir relacionar os fatos e perceber que as transformações de uma sociedade não são naturais ou espontâneas, mas determinadas por uma série de fatores anteriores.
Sempre que tentamos entender por que alguma coisa aconteceu, seja a Inconfidência Mineira ou uma nota baixa na escola, estamos empregando o pensamento histórico, isto é, a busca pelos fatores que originaram esses acontecimentos.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Sem Fies, alunos de medicina da PUCRS pensam em desistir do curso

A falta de dinheiro para novos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), admitida pelo Ministério da Educação, é lamentada por estudantes de medicina da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre (PUCRS). Alguns alunos que tinham a esperança de conseguir o financiamento pensam agora em largar o curso.
“A gente não sabe o que fazer. Muita gente está pensando em sair da universidade, largar tudo”, lamenta Lana Nicheletto.
“Sem dúvida nenhuma eu vou ter que parar de cursar o sonho da minha vida, dependendo do Fies”, admite Rafaela de Tanico.
O problema é que o Ministério da Educação (MEC) só está financiando cursos que tiveram reajuste até 6,4%. Algumas instituições, como a PUCRS, aumentaram os valores acima desse índice. As universidades acusam o MEC de ter informado o teto de reajuste para o Fies depois que os valores já tinha sido alterados.
PUCRS, Porto Alegre, eleições (Foto: Diego Guichard/GloboEsporte.com)PUCRS diz que ofereceu outras linhas de
financiamento aos alunos (Foto: Diego Guichard)
Em nota, a PUCRS informou que ofereceu outras linhas de financiamento aos calouros, mas os acadêmicos dizem que é inviável.
“Esses financiamentos, eles nos oferecem 50%, e você tem que pagar os outros 50% da mensalidade. Como nossa faculdade custa R$ 6 mil, você ainda teria que pagar quase R$ 3 mil”, aponta o estudante Felipe do Nascimento.
O Ministério da Educação disse que vai recorrer da decisão da Justiça de Mato Grosso, que mandou reabrir as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil. A determinação ocorreu partir de reclamações de estudantes que, por conta de problemas no sistema informatizado, não conseguiram se inscrever para o financiamento estudantil.
O MEC já foi notificado da decisão da Justiça e tem cinco dias para recorrer. É o que a Advocacia Geral da União vai fazer. A partir de agora, o primeiro passo é pedir mais esclarecimentos sobre a decisão. A multa que foi estipulada pelo juiz, de R$ 20 mil a cada dia que o sistema não for reaberto, só será cobrada se o governo perder a ação.
O Ministério da Educação recebeu, até 30 de abril, 252.447 inscrições para novos contratos. O valor total foi de R$ 2,5 bilhões. Os cursos mais procurados foram Engenharia, Direito e Enfermagem. No primeiro semestre do ano passado, o número de contratos novos do Fies foi de cerca de 480 mil, 90% mais que este ano.

Agora, com a necessidade do governo de reduzir gastos e ainda sem definição dos cortes no orçamento, o ministro Renato Janine Ribeiro diz que não sabe como ficará o financiamento daqui pra frente.
“Não posso afirmar, nesse momento, se e qual vai ser o montante de recursos para uma segunda edição neste ano”.

PUC-PR inicia inscrições para vestibular de inverno 2015

Prazo segue até dia 05 de junho

A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) iniciou as inscrições para o seu vestibular de inverno 2015.


>>> Faça sua inscrição 

As inscrições são online e seguem até o dia 05 de junho. Candidatos inscritos até 20 de maio e treineiros pagam uma taxa de R$ 55. Após esse prazo, a taxa vai para R$ 95.

Para se inscrever, o aluno deve optar por uma língua estrangeira (inglês ou espanhol) e por até dois cursos de interesse.

O processo seletivo está previsto para o dia 14 de junho, das 14h às 18h. Locais de prova podem ser consultador a partir de 11 de junho.

Mais informações através do Edital.