quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

MEC reprova 27 cursos de medicina no País; nenhuma graduação obteve nota máxima

O Ministério da Educação (MEC) reprovou a qualidade de 27 cursos de medicina do País, entre eles cinco graduações em universidades federais. Esses cursos obtiveram nota 2 no indicador de qualidade de curso (CPC) divulgado nesta quinta-feira (18), considerada insatisfatória.
O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é um índice feito anualmente pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) com base no desempenho dos estudantes no Enade, nas condições de infraestrutura do curso e na formação do corpo docente, entre outras coisas.
As notas vão de 1 a 5, sendo que 1 e 2 são consideradas avaliações insatisfatórias. As graduações com nota insuficiente são incluídos no programa de avaliação in loco do ministério e podem sofrer punições e até serem fechados.
Em 2013, os cursos de medicina de cinco universidades federais foram avaliados com a nota 2: da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), da Universidade Federal do Pará (UFPA) e da Universidade Federal de São João Del Rei no campus Divinópolis.
Não houve nota máxima
Entre os 154 cursos de medicina avaliados, nenhum chegou à nota máxima (5). Entre os cursos que tiveram nota 4 estão a graduação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Universidades que não participam do Enade, como a Universidade de São Paulo (USP), não recebem nota. Instituições que têm cursos novos e ainda não têm concluintes aparecem na lista como SC (sem conceito).
Avaliação de universidades foi divulgada
Foi publicado também hoje no Diário Oficial da União a avaliação de instituições de ensino superior de todo o País, o Índice Geral de Cursos (IGC). Como no CPC, a escala vai de 1 a 5. Notas abaixo de 3 são consideradas insuficientes. 

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Sisu: UFS divulga edital para ingresso em 2015


UFS ofertará 5.440 vagas em 105 opções de cursos
UFS ofertará 5.440 vagas em 105 opções de cursos (Foto: arquivo Portal Infonet)
A Universidade Federal de Sergipe, através da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), divulga o edital para ingresso nos cursos presenciais dos semestres letivos 2015, feito através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
Confira o edital aqui
Com a adesão da UFS ao Sisu, a seleção dos candidatos permanece sendo realizada em fase única, exclusivamente com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no exercício de 2014, e será dividida em duas grandes demandas: ampla concorrência e reserva de vagas/cota, sendo esta destinada apenas aos estudantes que cursaram todo o Ensino Médio em instituições públicas municipais, estaduais ou federais de ensino.
A reserva de 01 (uma) vaga em cada curso para pessoas com necessidades especiais permanece.
Matrícula
Após a divulgação dos resultados do Enem, o MEC divulgará o calendário do SISU 2015. Os candidatos que optarem pelo ingresso na UFS e que, posteriormente, forem convocados, terão suas matrículas feitas em duas etapas, com datas a serem definidas em edital.
Vagas
Em 2015, a Universidade Federal de Sergipe ofertará 5.440 vagas em 105 opções de cursos para ingresso nos 1º e 2º semestres letivos.
Fonte: UFS

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Notas Prouni Medicina - Chamada de lista de espera 2014.2

Fiz uma pequena pesquisa de chamadas feitas após o note de corte divulgado. Infelizmente, nem todas as universidades facilitam a divulgação das notas, ou até mesmo do processo seletivo.

Universidade Nota
Uniceub 709,36
FMJ 727,58
Faciplac 681,08
Ucb 717,24
Unesc 693,16
Emescam 722,78
Unievangélica 690,12
Ceuma 708,36
Ceuma 533,74 BOLSA PARCIAL 50%
Fame 705,84
Uni Bh 729,68
Faminas-Bh 724,6
Fip-Moc 713,34 BOLSA PARCIAL 50%
Funorte 719,22
Fcm 724,16
Uninovafapi 721,14
Faculdade Integral Diferencial - Facid 652,4
Pucpr 689,74
Fmp 665,9
Unesa 710,88
Unigranrio 701
Universidade Severino Sombra - Uss 699,74
Universidade Potiguar - Unp 706,58
Faculdade São Lucas - Fsl 640,4 Integral
Faculdade São Lucas - Fsl 651,7 BOLSA PARCIAL 50%
Upf 721,54
Unisc 728,46
Puc-Campinas 725,88
Unaerp 708,56
Unilus 727,42
Fasm 700,7

UFFS reserva de vagas para escolas públicas.


Unemat disponibilizará mais de duas mil vagas pelo Sisu 2015

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) divulgou, na última na sexta-feira (5), o edital que torna público o processo seletivo de estudantes para provimento de vagas nos cursos de graduação presencial para ingresso no semestre letivo de 2015/1. A Unemat utilizará as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), conforme termo de adesão assinado junto ao Sistema de Seleção Unificada (SiSU), gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o edital, serão ofertadas 2.020 vagas, distribuídas entre 50 cursos dos diversos campi da universidade. Das 2.020 vagas, a Unemat oferta 60% para ações afirmativas, totalizando 1.212, e 40% para ampla concorrência, totalizando 808. Dentre os 60% de vagas de Ação Afirmativa, 25% são destinadas para estudantes que se enquadrarem no Programa de Integração e Inclusão Étnico-Racial (PIIER) e 35% do total das vagas são destinadas para estudantes que comprovarem que cursaram, integralmente, o Ensino Fundamental e Médio em escolas públicas.

Somente poderá se inscrever no processo seletivo do SiSU o estudante que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2014. Os estudantes interessados deverão verificar as informações constantes do Termo de Adesão, bem como o Edital Nº 003/2014 – Unemat/Covest.

O cronograma de inscrição, seleção e matrícula dos estudantes será divulgado em Edital da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação (SESu/MEC), sendo publicado no Diário Oficial da União e poderá ser acessado no site do SiSU, no endereço http://sisu.mec.gov.br, e do Vestibular da Unemat, no endereço www.unemat.br/vestibular.
A Assessoria de Gestão de Concursos e Vestibulares (Covest) disponibilizará uma lista das dúvidas mais frequentes referentes ao SiSU em seu portal de vestibulares.


Fonte: http://www.sonoticias.com.br/noticia/educacao/unemat-disponibilizara-mais-de-duas-mil-vagas-pelo-sisu-2015

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Faculdade faz vestibular de medicina sem aval do MEC, denuncia conselho

Provas de seleção devem ocorrer no domingo (7), em Aparecida de Goiânia.
Decisão judicial autorizou o curso, mesmo com notas abaixo do exigido.


O Conselho Regional de Medicina em Goiás (Cremego) denunciou, nesta segunda-feira (1º), a realização de provas de vestibular para curso de medicina na Faculdade Alfredo Nasser (Unifan), localizada em Aparecida de Goiânia. De acordo com o conselho, a instituição de ensino teve o pedido de abertura do curso não autorizado pelo Ministério da Educação (MEC). As provas da seleção estão marcadas para domingo (7).
Procurado pelo G1 no início desta tarde, o diretor da Faculdade Alfredo Nasser, Alcides Ribeiro Silva, afirmou que estava em reunião. Ele não retornou a ligação até a publicação desta reportagem.
Segundo consta no processo que tramita na Justiça, o curso exige aprovação do Conselho Nacional de Saúde, além de avaliação superior ou igual a 3 pontos no chamado “Conceito de Curso”. Entretanto, ao ser avaliado, o curso proposto pela Faculdade Alfredo Nasser (Unifan), recebeu notas de 1 a 2 em variados quesitos, como ensino na área da saúde, responsabilidade docente pela supervisão de assistência médica e experiência profissional do coordenador.

O MEC confimou ao G1, por meio de sua assessoria de imprensa, que indeferiu o pedido de autorização do curso de medicina da Faculdade Alfredo Nasser, conforme Portaria 236, de 15 de abril de 2014, publicada no DOU de 16 de abril deste ano.

"A instituição apresentou recurso, cujo processo encontra-se no CNE – Conselho Nacional de Educação, para análise e deliberação", disse a nota do ministério.
Apesar de ter o curso negado pelo MEC, a Unifan lançou o vestibular com base em uma decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 1ª região, que autoriza o funcionamento do curso de medicina na instituição. A decisão tem caráter liminar e foi publicada no último dia 21 de novembro.
O desembargador federal Jirar Aram Megueriam afirma no documento que o pedido de autorização de criação do curso foi feito no dia 3 de dezembro de 2012 e, por isso, deveria ser analisado conforme a legislação vigente à época. Na ocasião, a lei estabelecia padrões menos rígidos de avaliação dos cursos que as atuais, usadas pelo MEC para negar a abertura.
Para o presidente do Cremego, Erso Guimarães, o desembargador não deveria ter autorizado o curso. “A decisão mais correta seria deferir ao MEC que avalie a solicitação da faculdade através da portaria que estava vigente à época de sua solicitação, definindo se existiam condições. Nós não temos elementos para analisar se preenchia os requisitos da portaria antiga”, afirma.
O Cremego considera que a liberação do curso com notas inferiores às estabelecidas pelo governo é um risco para os futuros profissionais e seus pacientes. “O Conselho está extremamente preocupado com a qualidade do médico que pode ser formado por essa instituição. O aluno que forma em faculdade com qualidade duvidosa será o responsável pelo ato médico, e não a faculdade que ensinou a medicina a ele”, afirma.
A reportagem também procurou o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, mas não obteve resposta.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Novo curso de medicina - Universidade Federal de Lavras


PORTARIA Nº 699, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2014

A SECRETÁRIA DE REGULAÇÃO E SUPERVISÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR, no uso da atribuição que lhe confere o Decreto nº 7.690, de 2 de março de 2012, alterado pelo Decreto n° 8.066, de 7 de agosto de 2013, tendo em vista o Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006, e suas alterações, a Portaria Normativa nº 40, de 12 de dezembro de 2007, republicada em 29 de dezembro de 2010, e a Portaria Normativa n° 15, de 22 de julho de 2013, ambas do Ministério da Educação, considerando o disposto no Parecer n° 280/2014-CGCIES/DIREG/SERES/MEC, conforme consta do Registro e-MEC n° 201358907, resolve:
Art. 1º Fica autorizado o curso de graduação em Medicina, bacharelado, com 60 (sessenta) vagas totais anuais, a ser ministrado pela Universidade Federal de Lavras, no campus Lavras, localizado na Praça Prof. Edmir Sá santos, s/n, Campus Universitário, no município de Lavras, no Estado de Minas Gerais, mantida pela Universidade Federal de Lavras - UFLA, com sede no município de Lavras, no Estado de Minas Gerais.
Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Fonte: D.O.U.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE DE MATEMÁTICA


QUESTÕES POR NÍVEL DE DIFICULDADE DE MATEMÁTICA
AMARELA CINZA ROSA AZUL PORCENTAGEM DE ACERTO
177 136 143 172 81,10%
178 137 144 173 46,50%
179 138 145 174 66,10%
180 139 146 175 33,90%
154 140 163 160 34,20%
155 141 164 161 26,50%
156 142 165 162 36,70%
172 143 173 176 70,30%
173 144 174 177 38,70%
174 145 175 178 45,60%
175 146 176 179 44,90%
176 147 177 180 40,10%
148 148 157 153 39,20%
149 149 158 154 77,00%
150 150 159 155 53,80%
168 151 136 139 29,70%
169 152 137 140 38,00%
170 153 138 141 58,70%
171 154 139 142 35,70%
160 155 169 156 40,10%
161 156 170 157 45,70%
162 157 171 158 36,00%
163 158 172 159 22,30%
151 159 166 163 25,40%
152 160 167 164 22,90%
153 161 168 165 46,90%
164 162 149 145 38,90%
165 163 150 146 27,10%
166 164 151 147 33,60%
167 165 152 148 20,20%
144 166 153 149 68,80%
145 167 154 150 44,30%
146 168 155 151 36,80%
147 169 156 152 49,10%
141 170 178 136 60,10%
142 171 179 137 35,30%
143 172 180 138 79,00%
139 173 147 143 42,80%
140 174 148 144 60,20%
157 175 160 166 63,00%
158 176 161 167 24,30%
159 177 162 168 56,90%
136 178 140 169 35,00%
137 179 141 170 54,60%
138 180 142 171 77,20%

https://s3.amazonaws.com/uploads-diversos/Relat%C3%B3rio+Geral+coer%C3%AAncia+pedag%C3%B3gica_MT.pdf